Sinta-se em casa!

Fale conosco através do email suelenajara@hotmail.com ou matrizaparecida@hotmail.com
Escreva para a Suelen, da PASCOM, ou para o frei.
Você pode dar opiniões sobre o blog e sobre temas que gostaria de saber. Sinta-se em casa!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

diferença entre frei e padre?...

As crianças costumam perguntar... então aí vai uma resposta:

Na Igreja Católica, a palavra “clero” quer significar todos os ministros sagrados que receberam o sacramento da Ordem: Bispos, padres e diáconos. Quem faz parte do clero é chamado de “clérigo”. Entre os clérigos se distinguem aqueles que compõem o clero regular (que seguem as regras de uma ordem religiosa, por exemplo os freis franciscanos) e o clero secular ("secular" é uma palavra que provém da lingua latina: "sæculum", que significa mundo). O clero secular vem chamado assim porque, no passado, tinha a característica de desempenhar atividades voltadas para o público, enquanto que o clero regular vivia em função de conventos e mosteiros. Hoje em dia, encontramos tanto uns quanto outros dedicados às mais variadas formas de apostolado e à administração junto do povo de Deus. Prevalece a distinção de que o clero regular pertence a uma Ordem, Congregação ou Instituto de Vida Consagrada, com suas regras de vida e espiritualidades próprias. O clero está disposto numa hierarquia ascendente, sendo baseada nos 3 graus do Sacramento da Ordem: o Episcopado, o Presbiterado e o Diaconado. Basicamente, a hierarquia vai desde o diácono, passando pelo presbítero (ou padre) e vai até o bispo ( arcebispo, primaz, patriarca e cardeal, até chegar ao cargo supremo de Papa).
Na cidade de Olímpia, desde o dia 13 de Abril de 1947 os freis franciscanos (da Ordem dos Frades Menores – OFM) estão presentes. Estiveram à frente da Paróquia São João Batista até o surgimento da Paróquia Nossa Senhora Aparecida em 29 de Junho de 1958, desde então cuidam desta nossa Paróquia.
Quem entra na vida Religiosa Franciscana não tem como objetivo primeiro ser padre. Tem, em primeiro lugar, a vontade de ser franciscano, de ser irmão, de ser frade. O ideal de vida dos Franciscanos é o mesmo para todos: seguir Jesus Cristo a modo de Francisco de Assis. O que todos têm de comum é a consagração religiosa, de serviço a Deus e aos irmãos. Por isso, dentro da fraternidade não dever haver discriminação se este é padre e aquele irmão, pois antes de ser padre o franciscano tem como primeiro objetivo e compromisso ser irmão. Eles devem se ajudar mutuamente, animando-se nas dificuldades e convivendo fraternalmente. O Franciscano, no serviço à Igreja e as comunidades cristãs, prestam diferentes formas de serviços: trabalhando com o povo, catequizando, assistindo aos doentes, em movimentos populares, servindo nos trabalhos internos de sua comunidade religiosa, etc. Se o franciscano assume o sacerdócio, ele também serve a Igreja na pregação, na administração dos sacramentos e no acompanhamento das comunidades cristãs em uma determinada diocese.
Quem são os Franciscanos?
Os Franciscanos são pessoas que fizeram uma opção: viver o Evangelho como São Francisco viveu.
A vida Religiosa Franciscana caracteriza-se por alguns aspectos particulares:
A vida de Fraternidade: a palavra frade vem do latim e significa irmão. O frade (frei) é aquele que busca viver em comunidade, como numa família, sendo irmão de todos. São Francisco viveu uma intensa relação de fraternidade com Cristo e com todas as criaturas, e recomendava aos frades: "E sejam irmãos entre si".
A vida de Pobreza: São Francisco deixou tudo, riquezas, prestígios e até a própria família para seguir Jesus Cristo pobre. O Franciscano caracteriza-se pela sua doação total a Deus, desfazendo-se de tudo aquilo que possa distanciá-lo do seu Senhor. Sem nada de próprio, o frade é aquele que só tem uma tarefa: ser dom gratuito de Deus aos irmãos.
A vida de Obediência: Deixando tudo, São Francisco só quis saber de uma coisa: cumprir a vontade de Deus. E isto se deu imitando Cristo obediente. O frade Franciscano é aquele que renúncia todas as vontades pessoais, todos os seus quereres, e passa a querer somente uma única coisa: fazer a vontade de Deus.
A vida de Castidade: São Francisco renunciou a todas as paixões deste mundo para viver somente para uma paixão: Jesus Cristo. O franciscano renuncia as paixões humanas para que, imitando Jesus Cristo, ele esteja inteiramente a serviço de seu Reino.
A vida de Minoridade: São Francisco quis viver entre os pobres, por isso se fez o menor e servo de todos. O franciscano é aquele que quer ser como São Francisco, um menor entre os menores. Através de suas atitudes, o frade busca ser pequeno. O frade é um homem que procura estar junto aos menores e pobres e compromete-se com eles e com a promoção da justiça social.
A Vida de Oração: São Francisco buscou viver uma intensa experiência de oração. Estava sempre em diálogo com Deus. O frade franciscano é aquele que procura estar sempre em comunhão e em diálogo com Deus contemplando as coisas do alto e tendo uma profunda vivência de oração.

Um comentário:

  1. Olá!
    Passando para divulgar meus blogs.

    No blog mizaelpoeta.blogspot.com.br você encontrará lindas poesias e textos interessantíssimos sobre diversos temas.

    No blog gestaocompessoaserh.blogspot.com.br você encontrará textos ligados à gestão de pessoas, comunicação empresarial, liderança, motivação, responsabilidade social e muito mais.

    No blog pregandoaverdadeirafe.blogspot.com.br você encontrará assuntos ligados à religião, espiritualidade, missões, catolicismo, teologia da prosperidade, dízimos e ofertas, etc.

    Acesse, comente, divulgue entre seus amigos!

    Maiores informações e contatos:
    mizaelsouzax@hotmail.com

    Um forte abraço.

    Mizael Souza.

    ResponderExcluir